BLOGANDO

MORTE EM HOSPITAL MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE

MORTE NO HOSPITAL MUNICIPAL IRMÃ DULCE

O QUE PODE GERAR UMA INCONSEQUÊNCIA?
Atropelamento com omissão de socorro é crime.
Cirurgia errada que leva o paciente à morte é crime.

Não considere isso apenas como fatalidades. Atos inconsequentes de gente ignorante levaram um ser humano ao falecimento após um acidente proposital, traumas pelo corpo, hemorragias, problemas respiratórios e cirurgia onde cometeram um terrível engano.

Os hospitais municipais deviam de aprender a tratar casos graves com maior veemência!


O jovem morreu nesta quinta-feira, após 16 dias de internação.

Na última quarta-feira, (01), o jovem Gabriel Ribeiro de Lagos morreu no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande.

Ele estava internado desde o dia 16 de março, quando sofreu um acidente de moto.

Nos documentos cedidos pelo hospital, a possível causa da morte está descrita como tromboembolismo pulmonar. Mas o corpo do jovem ainda vai passar por autopsia.

A família registrou um boletim de ocorrência contra o Hospital Irmã Dulce.

Fonte: http://www.vtv.com.br/jornalismo/noticias/ler/familia-acusa-hospital-de-praia-grande-de-negligencia

Anúncios

2 comentários em “MORTE EM HOSPITAL MUNICIPAL DE PRAIA GRANDE

  1. meu ente foi jogado em um leito com uma fratura na perna e assim o deixaram até morrer também por tromboembolismo pulmonar ou seja o não tratamento da fratura até a pessoa morrer por complicaçoes

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s